Presidente russo dissolve governo a pedido de premiê

Decisão abre caminho para a indicação de novo premiê, que pode ser candidato à Presidencia em 2008

Reuters e Associated Press,

12 de setembro de 2007 | 08h02

O presidente russo, Vladimir Putin, dissolveu seu governo nesta quarta-feira, 12, a pedido do premiê Mikhail Fradkov, informou o Kremlin. A decisão abre caminho para a indicação de um novo primeiro-ministro, que deverá ser o principal candidato nas eleições presidenciais de março de 2008. Veja também: Rússia diz ter bomba mais poderosa que dos EUA Fradkov pediu que Putin dissolvesse seu governo dizendo que "eventos políticos significativos aproximam-se no país", em alusão à corrida eleitoral para o parlamento, em dezembro, e para a Presidência, em março de 2008. "Consciente desses processos políticos, quero que você (Putin) tenha liberdade total de decisão, incluindo sobre nomeações", afirmou Fradov ao presidente, segundo agências russas. A saída de Fradkov foi acertada durante uma reunião no Kremlin, mas ainda não houve anúncios sobre um substituto. Fradkov ficará no cargo até que um novo primeiro-ministro assuma e seja confirmado pelo Parlamento. Putin deu razão ao premiê afirmando que "todos temos que pensar juntos em como construir uma estrutura de poder que corresponda melhor ao período pré-eleitoral e prepare o país para o período depois da eleição presidencial de março". Ex-membro da embaixada soviética nos anos 1970, Fradkov foi uma nomeação inesperada para o governo de Putin, e um de seus mais leais políticos, segundo especialistas. Durante a última transferência de poder presidencial, o então presidente Boris Yeltsin nomeou Putin como premiê em 1999, meses antes de Putin ter se tornado presidente interino.A escolha de Putin para um sucessor tem sido envolvida em mistério, mas a maioria dos analistas considera o vice-primeiro-ministro Sergei Ivanov como o principal candidato. Matéria ampliada às 09h20

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaPutin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.