Preso terceiro suspeito de matar policial na Irlanda do Norte

Três mortes de oficiais em três dias colocaram em cheque a paz na região; dissidentes do IRA assumem ataques

AP e Efe,

13 de março de 2009 | 16h59

A polícia da Irlanda do Norte deteve nesta sexta-feira, 13, o um terceiro homem suspeito de estar envolvido no assassinato do agente Stephen Carroll, morto na última segunda-feira. Segundo fontes policiais, o detido pelo crime, atribuído ao IRA de Continuidade, uma cisão do já inativo Exército Republicano Irlandês (IRA), tem cerca de 20 anos.

 

Veja também: 

linkTerceiro assassinato em 3 dias eleva tensão na Irlanda do Norte

lista Entenda o conflito na Irlanda do Norte

 

Nesta sexta, a polícia continuava interrogando os dois primeiros suspeitos do assassinato, de 17 e 37 anos, detidos no dia do crime na localidade de Craigavon. Carroll, de 48 anos, morreu baleado quando investigava a denúncia de uma mulher sobre uma atividade suspeita na região.

 

Desde o fim de semana, os dissidentes do IRA colocaram em cheque a paz na região com ataques. Por mais de uma década, radicais tentam elevar a instabilidade na área, para de reverter os resultados do processo de paz na Irlanda do Norte. Em 1998, foi firmado um acordo - que recebeu o nome de Sexta-Feira Santa - entre políticos britânicos protestantes e irlandeses católicos, para encerrar décadas de violência.

Tudo o que sabemos sobre:
Irlanda do NorteIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.