Príncipe Harry deixa o Afeganistão após cobertura da mídia

O príncipe Harry, da Grã-Bretanha, foiretirado na sexta-feira do Afeganistão, depois de vir a públicoa notícia de que ele passou as últimas dez semanas na frente decombate, segundo fontes britânicas de defesa. Harry, 23 anos, que é neto da rainha Elizabeth 2a eterceiro na linhagem sucessória, deveria passar quatro meses noAfeganistão, mas a missão foi abreviada devido a preocupaçõescom a segurança dele e de seus colegas de armas. O príncipe estava no Afeganistão desde dezembro. Por razõesde segurança dele, e atendendo a um acordo firmado com oMinistério da Defesa, a mídia britânica não noticiou o fato. O acordo foi abandonado depois que sites da Austrália, daAlemanha e dos EUA quebraram o embargo, na quinta-feira. "Depois de uma detalhada avaliação dos riscos por parte dacadeia operacional de comando, foi tomada a decisão de retiraro príncipe Harry do Afeganistão imediatamente", disse nota doministério. "Esta decisão foi tomada primariamente com base no fato deque a cobertura mundial da mídia ao príncipe Harry noAfeganistão poderia afetar a segurança daqueles que foramenviados para lá, bem como riscos para ele como soldadoindividualmente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.