Prisão de Karadzic mostra vontade política da Sérvia, diz Solana

Reino Unido afirma que detenção fecha um capítulo conflituoso na região dos Balcãs e abre caminho para o país

Efe,

22 de julho de 2008 | 06h39

A detenção do ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic demonstra a "grande vontade política" do Governo sérvio após as últimas eleições, afirmou nesta terça-feira, 22, o Alto Representante para Política Externa da União Européia (UE), Javier Solana. Veja também:Governo sérvio anuncia a prisão de Radovan KaradzicQuem é Radovan KaradzicSarajevo comemora prisão de KaradzicAdvogado assegura que Karadzic foi detido na sexta-feiraPara Ban Ki-moon, detenção de Karadzic é 'momento histórico'Irmão de Karadzic afirma que captura de ex-líder foi traiçãoCronologia dos conflitos nos Bálcãs O massacre de Srebrenica  Entenda os conflitos na região  A detenção de Karadzic mostra que o governo sérvio, "desde as últimas eleições, agiu com uma grande determinação e vontade política", disse Solana em sua chegada a um Conselho de Ministros de Relações Exteriores da UE. A reunião desta terça-feira emitirá uma declaração sobre a Sérvia e discutirá a possibilidade de começar os trabalhos para o acordo de associação entre a UE e o país, assinado em 29 de abril, mas cuja aplicação ficou congelada até que Belgrado cooperasse plenamente com o Tribunal Penal Internacional da ONU que julga os crimes de guerra na antiga Iugoslávia (TPII). Solana não antecipou até onde poderia chegar a discussão dos ministros comunitários sobre esse acordo, considerado a ante-sala da adesão à UE, mas afirmou que a detenção de Karadzic conduz o processo a "uma magnífica direção". Reino Unido O ministro de Assuntos Exteriores britânico, David Miliband, assinalou que a detenção de Radovan Karadzic ajudará a fechar um capítulo conflituoso na região dos Bálcãs e abre o caminho ao futuro europeu da Sérvia. O chefe da diplomacia britânica disse que a detenção do ex-líder servo-bósnio é uma "boa notícia", após uma busca que durou mais de dez anos. "Estou contente, porque as autoridades sérvias capturaram com sucesso Karadzic, que ficou foragido por mais de dez anos", ressaltou. "A detenção ajudará a fechar décadas de conflito na região e abre o caminho para um futuro mais brilhante e europeu para a Sérvia e a região", afirmou Miliband.

Tudo o que sabemos sobre:
SérviaRadovan Karadzic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.