Problemático novo aeroporto de Berlim não será elefante branco, diz funcionário

O novo aeroporto internacional de Berlim, sucessivamente adiado devido a problemas técnicos e burocracia, está em curso para abrir em 2017 conforme o previsto, disse um porta-voz neste domingo, negando uma reportagem na mídia de que poderia acabar como um elefante branco.

ERIK KIRSCHBAUM, REUTERS

24 de maio de 2015 | 14h11

    A planejada abertura será seis anos após a data-alvo original, na sequência de uma série de contratempos que têm abalado a reputação da Alemanha por uma forte engenharia e

habilidades organizacionais.

    Ralf Kunkel, um porta-voz da autoridade de aeroportos de Berlim, negou uma reportagem no jornal alemão Bild am Sonntag neste domingo de que o aeroporto internacional Willy Brandt, de 5,1 bilhões de euros, poderia nunca ser concluído porque sua permissão de construção termina em novembro de 2016.

    A reportagem, citando documentos internos do projeto,

disse que uma lei teria de ser alterada para prorrogar a autorização, mas Kunkel disse que não seria necessário.

    "Não houve nenhuma mudança na programação - nós queremos

terminar a construção em março de 2016", disse Kunkel. "Depois disso aeroporto será testado. A abertura está prevista para o

segundo semestre de 2017. Então por que deve acabar sendo um prédio abandonado"?    

    Em junho de 2012 a abertura do aeroporto foi adiada no último minuto, quando uma autoridade local encarregada do sistema de segurança contra incêndios sistema recusou-se a dar sua aprovação. Sua abertura já foi adiada várias vezes depois.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAAEROPORTOELEFANTEBRANCO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.