Prodi, da centro-esquerda, retira candidatura à Presidência da Itália

O ex-primeiro-ministro italiano Romano Prodi retirou nesta sexta-feira sua candidatura para a Presidência da Itália, após não ter sido eleito na quarta rodada da votação no Parlamento.

Reuters

19 de abril de 2013 | 16h33

Prodi ficou mais de 100 votos abaixo do número exigido para a maioria necessária, e muitos parlamentares da coalizão de centro-esquerda que ele representa se recusaram a apoiá-lo na votação secreta.

"O resultado da votação e o modo com que aconteceu me fazem acreditar que não há mais as condições necessárias para continuar", disse Prodi em comunicado.

(Reportagem de Gavin Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIAELEICAOPRESIDENTE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.