Protesto contra corte salarial na República Checa reúne 2 mil

Policiais contestam plano do governo de diminuir salário de funcionários públicos para conter déficit fiscal

Associated Press

09 de dezembro de 2009 | 10h26

Manifestantes se reuniram em praça no centro de Praga. Foto: Petr Josek/Reuters

PRAGA - Cerca de 2 mil policiais e bombeiros fizeram um protesto barulhento contra cortes de salário na República Checa, nesta quarta-feira, 9.

Os manifestantes levaram apitos trompetes e sirenes para o protesto. Eles também carregaram faixas com os dizeres " Vocês querem reduzir a criminalidade cortando o nosso salário?".

O governo propôs cortar o salário de servidores públicos em 4% para manter o déficit no orçamento de 2010 controlado. Os parlamentares devem votar a medida ainda hoje. 

Tudo o que sabemos sobre:
República Checagrevecorte salarial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.