Protesto por paz no Sri Lanka reúne 100 mil em Londres

Manifestantes pedem intervenção do governo britânico para ajudar a pôr fim ao conflito armado na região

Efe,

11 de abril de 2009 | 17h48

Cerca de 100 mil pessoas, muitas delas de famílias tâmeis, protestaram neste sábado, 11, no centro de Londres para pedir uma intervenção do governo britânico que ajude a pôr fim ao conflito armado no Sri Lanka.

 

Associated Press

 

Embora os números tenham sido divulgados pela polícia, os organizadores disseram que foram cerca de 200 mil as pessoas que se reuniram para marchar da região de Embankment até Hyde Park, encerrando assim uma semana de protestos a favor de um cessar-fogo.

 

A marcha acontece no momento em que se intensifica a ofensiva do Exército do Sri Lanka contra os guerrilheiros dos Tigres de Libertação do Tâmil Eelam (LTTE), no norte da ilha.

 

Os participantes acusaram o governo do Sri Lanka de não aceitar um pedido internacional de cessar-fogo e de estar cometendo abusos contra seu grupo étnico na zona disputada.

 

Fora isso, dois manifestantes tâmeis se declararam em greve de fome na terça-feira passada, acampados na praça do Parlamento britânico, para forçar a mediação do governo do Reino Unido no conflito.

 

Um dos jovens suspendeu o jejum enquanto se tenta organizar algum tipo de diálogo com o Executivo britânico, enquanto seu colega começou a tomar líquidos e glicose por recomendação médica.

 

Os manifestantes pretendem que o primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, e o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, acordem se reunir com seus representantes.

 

A guerrilha dos LTTE, que nasceu na década de 1970, há 25 anos luta em guerra aberta contra o Exército para obter um Estado independente no norte e no leste da ilha, áreas do país onde a etnia tâmil tem maior presença. Desde então, quase 100 mil pessoas morreram no país vítimas conflito.

Tudo o que sabemos sobre:
LondresProtestosSri Lanka

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.