Putin anuncia acordo com Ucrânia sobre questão do gás

Moscou e Kiev acertaram que, em 2009, a Ucrânia terá um desconto de 20% para a compra de gás natural russo

EFE,

17 de janeiro de 2009 | 21h55

O primeiro-ministro da Rússia, Vladimir Putin, anunciou que, nas conversas com sua colega ucraniana, Yulia Timoshenko, chegou a um acordo para o fornecimento a preços europeus do gás russo para a Ucrânia.   Medvedev diz que não houve acordo para retomar envio de gás   "Foi possível um acordo para que o comércio de gás entre Rússia e Ucrânia seja feito totalmente segundo a fórmula europeia para o estabelecimento de preços", disse Putin, citado pela agência oficial Itar-Tass.   O primeiro-ministro russo disse que Moscou e Kiev acertaram que, em 2009, a parte ucraniana terá um desconto de 20% para a compra de gás natural russo, se for mantida a tarifa preferencial de 2008 de passagem do produto pela Ucrânia.   Putin disse ainda que a parte ucraniana informou a ele que o bombeamento do gás natural russo para a Europa será restabelecido.   "Depois da assinatura dos documentos serão reatadas todas as provisões", declarou, por sua vez, a chefe de governo ucraniano, referindo-se aos contratos tanto de passagem como de provisões do gás para a Ucrânia.

Tudo o que sabemos sobre:
putinucrâniagáseuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.