Putin apóia vice-premiê Medvedev para Presidência da Rússia

'Conheço-o bastante há mais de 17 anos e apóio totalmente sua proposta', afirma o presidente sobre indicado

Agências internacionais,

10 de dezembro de 2007 | 09h38

O presidente russo, Vladimir Putin, indicou nesta segunda-feira, 10, o vice-primeiro-ministro Dimitri Medvedev como seu favorito para sucedê-lo no cargo, colocando-o em posição de vantagem para vencer o pleito presidencial de março de 2008.  Putin apoiou Medvedev, que também é presidente da gigante de gás Gazprom, durante reunião com líderes partidários, encerrando meses de especulação sobre quem ele endossaria para substituí-lo.    Putin destacou que a candidatura de Medvedev foi proposta por quatro partidos (dois dos quais chegaram à Duma) que "se apóiam em uma ampla plataforma e representam os interesses da maioria da população", já que a camada governista domina o Parlamento após a vitória nas eleições do início do mês.   Investidores consideram Medvedev como mais favorável aos mercados e menos radical em relação ao Ocidente do que outros no Kremlin vistos antes como possíveis sucessores. As ações russas dispararam a níveis recorde com a notícia de que Putin havia escolhido o presidente da Gazprom como seu candidato.    "Conheço-o bastante há mais de 17 anos e apóio totalmente sua proposta", disse Putin em reunião com líderes partidários, segundo a agência Itar-Tass.   Pesquisas de opinião têm apontado que, dada a alta popularidade de Putin, os eleitores russos estão dispostos a apoiar qualquer candidato que ele endossar para sucedê-lo.   O líder do partido governista Rússia Unida e presidente da anterior Duma, Boris Grizlov, anunciou que sua formação proclamará oficialmente a candidatura presidencial de Medvedev no congresso que realizará em 17 de dezembro.   O vice-primeiro-ministro e ex-ministro da Defesa da Rússia, Serguei Ivanov, despontava como favorito para suceder o presidente Vladimir Putin em 2008.   Os nomes de Ivanov e Medvedev estavam entre os principais para a indicação de Putin para o cargo de premiê, cargo que foi ocupado por  Victor Zubkov, o diretor do serviço federal de monitoramento financeiro russo.  

Tudo o que sabemos sobre:
PutinSucessão na Rússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.