Putin diz que um grupo pode estar por trás dos ataques na Rússia

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, disse nesta quarta-feira que um único grupo pode estar por trás dos ataques a bomba nesta semana em Moscou e na região do Daguestão, no Norte do Cáucaso.

REUTERS

31 de março de 2010 | 08h46

"Mais um ataque terrorista foi cometido. Eu não pretendo eliminar a possibilidade de que é uma e a mesma gangue agindo", disse Putin em uma reunião governamental.

Os ataques de Moscou na segunda-feira e no Daguestão na quarta-feira mataram um total de mais de 50 pessoas e feriram mais de 100.

(Reportagem de Darya Korsunskaya)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAATAQUESRESPONSAVEL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.