Putin é quem manda na Rússia, diz pesquisa

O primeiro-ministro Vladimir Putin é o verdadeiro líder da Rússia, e 84 por cento dos russos acreditam que ele é hoje tão poderoso quanto na época em que era presidente, até dois anos atrás, segundo uma pesquisa divulgada na segunda-feira.

REUTERS

22 de novembro de 2010 | 17h39

Putin é o membro dominante da "dupla governante" do país, junto com o presidente Dmitry Medvedev, que foi indicado por Putin para disputar a eleição porque ele próprio não poderia concorrer a um terceiro mandato em 2008.

A pesquisa, realizada entre os dias 22 e 25 de outubro pelo instituto Centro Levada, mostrou que 84 por cento dos russos consideram que Putin manteve seu poder desde que deixou a Presidência e assumiu o cargo de premiê, em maio de 2008.

"As pessoas têm a sensação de que toda a influência está nas mãos de Putin", disse Alexei Grazhdankin, diretor-adjunto do instituto, por telefone à Reuters.

"Embora Medvedev seja o líder nominal, ele não tem o mesmo contato que Putin com a máquina estatal", acrescentou.

Putin e Medvedev dizem se consultar mutuamente com frequência, e se mostram de acordo em quase tudo - mas qualquer sinal de discordância poderia causar uma crise constitucional, refletindo-se nos mercados financeiros.

A pesquisa mostra que 71 por cento dos russos acreditam que Putin e Medvedev agem em concordância. Só 15 por cento acham que pode haver discordâncias, e 14 por cento não souberam responder.

Putin, de 58 anos, e Medvedev, de 45, sugerem que apenas um deles disputará a Presidência em 2012, e que ambos irão decidir em comum acordo qual deles será o candidato.

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAPUTINPODER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.