Putin faz apelo à população para voto em seu partido

Presidente russo ignora acusações de que usa o cargo para campanha; eleição parlamentar será no domingo

REUTERS

29 de novembro de 2007 | 08h26

Ignorando críticas de que estaria usando o cargo para fins de campanha, o presidente russo, Vladimir Putin, pediu à população nesta quinta-feira, 29, que vote em seu partido Rússia Unida nas eleições parlamentares de domingo. "Peço a vocês que compareçam às eleições de 2 de dezembro e votem no Rússia Unida", disse Putin durante um breve, e pré-gravado, pronunciamento à nação pela TV. Putin, que encabeça a lista da legenda, afirmou que, ao votar no partido, os cidadãos optariam pela "estabilidade e continuidade" no lugar do caos dos anos 1990. "Não podemos permitir a volta ao poder daqueles que uma vez tentaram, mas não conseguiram, governar o país", declarou, em clara referência a opositores de partidos liberais. Segundo ele, o pleito de domingo para a Câmara dos Deputados "prepara o palco para a eleição presidencial", marcada para março. Putin já declarou que não tentará procurar brechas legais para ficar no poder por um terceiro mandato de quatro anos, algo que é proibido pela Constituição.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaPutineleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.