Quase dois terços dos franceses querem que Hollande saia, revela pesquisa

Quase dois terços dos franceses querem que Hollande saia, revela pesquisa

A taxa de popularidade do presidente da França está a 13%; nível mais baixo desde a Segunda Guerra Mundial

REUTERS

11 de setembro de 2014 | 11h12

Quase dois terços dos eleitores franceses gostariam de ver seu presidente, o socialista François Hollande, que é extremamente impopular, renunciar antes do final de seu mandato em 2017, revelou uma pesquisa de opinião nesta quinta-feira.

O levantamento do instituto IFOP e da revista Le Figaro mostrou que 62 por cento dos entrevistados querem sua saída três anos antes da próxima eleição presidencial. Um quarto dos eleitores socialistas disse que gostaria que o mandatário entregasse o cargo.

Hollande, o presidente francês mais rejeitado desde a Segunda Guerra Mundial, viu sua taxa de aprovação despencar para inéditos 13 por cento em uma pesquisa, o que se deve principalmente à frustração com a economia claudicante.

Com um desemprego estacionado acima dos 10 por cento e um crescimento nulo, as medidas para reduzir o déficit público pressionaram os eleitores, que pagam mais impostos, mas não conseguiram ajudar a França a alcançar as metas europeias de corte de déficit no prazo.

Hollande também tem passado constrangimentos na esfera pessoal. Sua ex-companheira, Valérie Trierweiler, acusou-o de desprezar os pobres em um livro de memórias que sua editora afirma ser um dos livros mais vendidos da década.

Em comentários durante uma cúpula da Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) no País de Gales na semana passada, Hollande declarou aos jornalistas que nenhuma pesquisa de opinião pode fazê-lo renunciar antes do final de seu mandato.

Mais conteúdo sobre:
FRANCAHOLLANDEPESQUISA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.