Rei Juan Carlos condena ataque em universidade da Espanha

O rei Juan Carlos da Espanha condenou nesta quinta-feira o atentado com um carro-bomba que deixou mais de 17 feridos em seu país, ao iniciar seu discurso na 18a Cúpula Iberoamericana em El Salvador. A explosão, suspostamente provocada pelo grupo separatista ETA, aconteceu na manhã desta quinta-feira no estacionamento da Universidade de Navarra, na cidade espanhola Pamplona, deixando 17 feridos, além prejuízos materiais. "Permitam-me começar aqui em El Salvador com palavras de minha mais firme condenação e repulsa frente ao ataque terrorista e manifestar todo o meu afeto e os meu melhores desejos de recuperação aos feridos", disse o rei ao iniciar seu discurso. O rei Juan Carlos, junto com o presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, estão reunidos desde quarta-feira em El Salvador para a reunião de cúpula, que termina nesta sexta-feira. No encontro, também estão presentes líderes de países da América Latina, como o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente mexicano Felipe Calderón. (Reportagem de Armando Trovar)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.