Reino Unido reconhece oposição da Líbia como governo legítimo

Todos os diplomatas líbios que atualmente se encontram no país serão expulsos

REUTERS

27 de julho de 2011 | 08h34

O Reino Unido vai reconhecer o rebelde Conselho Transicional Nacional como único governo legítimo da Líbia, disse o secretário de Relações Exteriores, William Hague, nesta quarta-feira, 27.

 

Veja também:

especialLinha do Tempo: 40 anos da ditadura na Líbia

especialInfográfico: A revolta que abalou o Oriente Médio

especialEspecial: Os quatro atos da crise na Líbia 

 

"Esta decisão reflete a crescente legitimidade do Conselho Transicional Nacional, a competência e o sucesso em chegar aos líbios ao redor do país", afirmou ele a repórteres.

Hague disse que os diplomatas da Líbia que estão atualmente no Reino Unido serão todos expulsos.

"Nós estamos convidando o Conselho Transicional Nacional a nomear um novo enviado diplomático líbio para assumir a embaixada da Líbia em Londres", acrescentou Hague.

Questionado sobre se Muamar Kadafi deve ter permissão de continuar na Líbia, Hague afirmou que "a melhor solução é que ele saia, mas isso cabe ao povo líbio decidir".

Ele disse que, em linha com uma resolução do Conselho de Segurança da ONU, o Reino Unido continua avaliando como descongelar ativos para apoiar rebeldes.

"A pedido da Companhia de Petróleo do Golfo Arábico, uma petrolífera da Líbia, a Grã-Bretanha está pronta para disponibilizar 91 milhões de libras dos ativos da empresa no Reino Unido", acrescentou Hague.

 

Leia mais:

linkOcidente abranda postura e enviado da ONU vai à Líbia

linkLíbia exige fim de ataques aéreos da Otan antes de iniciar negociações

Tudo o que sabemos sobre:
GRABRETANHALIBIARECONHECE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.