Rejeição ao governo de Sarkozy volta a subir e chega a 38%

Pesquisa mensal ainda revela que 60% dos franceses não votariam no atual presidente nas próximas eleições

estadao.com.br,

26 de outubro de 2009 | 15h55

Próximo da metade de seu mandato, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, conta com a rejeição de 58% dos franceses, de acordo com uma pesquisa mensal do instituto LH2 divulgada nesta segunda-feira, 26, informou a agência de notícias AFP.

 

Segundo o levantamento, Sarkozy tem seu trabalho avaliado positivamente por 38% das pessoas com mais de 18 anos. Somente 6% julgam muito positivo o atual governo francês, enquanto 32% definem como positivo o trabalho de Sarkozy, que em 6 de novembro terá cumprido metade de seu período na presidência.

 

Por outro lado, 36% consideram a atual gestão negativa e 22% muito negativa. Entre as pessoas ouvidas, 4% não se pronunciaram.

 

O levantamento apontou ainda que 30% das pessoas votariam em Sarkozy nas eleições de 2012 (12% estão certas de que dariam o voto a ele, e 18% afirmaram que provavelmente votariam). Enquanto isso, 60% afirmaram que não escolheriam Sarkozy (45% disseram estar convencidos da decisão).

 

Ao fim de outubro, a taxa de popularidade do presidente era positiva para 41% e negativa para 53% dos franceses. Os números são piores do que os registrados um mês antes. A pesquisa do LH2 foi feita por telefone, entre 23 e 24 de outubro, e com cerca de mil pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:
SarkozyFrançapesquisa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.