Ressaca atrapalha imagem de premiê irlandês após congresso

O primeiro-ministro irlandês, Brian Cowen, negou especulações nesta terça-feira de que estaria bêbado ou de ressaca quando participou de um programa de rádio matinal. Na noite anterior o premiê havia ficado até tarde com colegas parlamentares em um congresso anual de seu partido.

REUTERS

14 de setembro de 2010 | 11h43

A voz rouca de Cowen durante a entrevista a uma emissora de rádio estatal desencadeou uma onda de comentários no Twitter, inclusive uma dura crítica de um político da oposição dizendo que ele parecia "um meio-termo entre bêbado e de ressaca".

Ao lhe perguntarem se ainda estava sentindo os efeitos da noite anterior, Cowen disse a jornalistas: "Absolutamente. Não, isso é ridículo."

Ele negou em ocasiões anteriores ter problemas com bebida. Um colega disse que ele sofria de congestão nasal.

Mas os comentários negativos na Internet ofuscaram o segundo dia de uma reunião que visava buscar apoio ao primeiro-ministro. Seus índices de aprovação estão despencando e ele tem maioria muito frágil no Parlamento.

Conhecido por seu jeito grosseiro em público, Cowen se solta tradicionalmente no congresso anual, cantando músicas e bebendo cerveja. Na noite de segunda-feira ele presenteou colegas e repórteres com uma apresentação no bar onde foi realizado o encontro.

Manchetes apontando-o como bêbado ou de ressaca são a última coisa de que Cowen precisa para convencer investidores estrangeiros de que a Irlanda não está à beira de uma crise de dívida e se prepara para aprovar um quarto orçamento de austeridade em dezembro.

(Reportagem de Carmel Crimmins)

Tudo o que sabemos sobre:
IRLANDAPREMIEBEBADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.