Rússia acusa Geórgia de apoiar Al-Qaeda e exportar terroristas

Tbilisi treinou militantes e os enviou para Chechênia em nome do grupo islâmico, diz Serviço de Segurança russo

Agência Estado e Associated Press,

13 de outubro de 2009 | 18h19

A Rússia acusou nesta terça-feira, 13, a Geórgia de ajudar a Al-Qaeda a enviar terroristas para a Chechênia. Em resposta às acusações, a presidente do Conselho Nacional de Segurança da Geórgia, Eka Tkeshelashvili, considerou as afirmações como "propaganda risível."

 

Veja também:

linkAl-Qaeda enfrenta crise financeira, diz Tesouro dos EUA

 

Agências de notícias russas citaram diretor do Serviço de Segurança Federal, Alexander Bortnikov, dizendo que gravações confiscadas com insurgentes mostram que os serviços de inteligência da Geórgia ajudaram a treinar terroristas e a enviá-los para a Chechênia em nome da Al-Qaeda e seus aliados na Rússia.

 

Um recente aumento dos ataques no Cáucaso do Norte deixou o Kremlin alarmado. O governo geralmente responsabiliza forças externas pela violência na região.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaGeórgiaAl-Qaeda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.