Rússia defende permanência da ONU na Síria

A Rússia afirmou aos Estados Unidos nesta quinta-feira que é a favor da permanência da Organização das Nações Unidas na Síria, dizendo que a saída da ONU daquele país teria "sérias consequências negativas".

Reuters

16 de agosto de 2012 | 07h36

Em reunião com a subsecretária de Estado Wendy Sherman, o vice-chanceler russo, Gennady Gatilov, enfatizou "a necessidade de manter a presença da ONU na Síria", afirmou a chancelaria em comunicado.

Os Estados Unidos disseram que os observadores desarmados da ONU não deveriam permanecer na Síria além do prazo de 19 de agosto, mas que Washington quer considerar uma presença alternativa da entidade no país para lidar com o conflito que já dura 17 meses.

(Reportagem de Gabriela Baczynska)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAONUSIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.