Rússia diz estar comprometida com paz na Ucrânia apesar de sanções da UE

A Rússia está comprometida a ajudar uma iniciativa de paz na Ucrânia apesar de um novo conjunto de sanções econômicas impostas pela União Europeia contra Moscou, afirmou a agência Interfax nesta quinta-feira, citando um porta-voz do Kremlin.

REUTERS

11 de setembro de 2014 | 15h49

"Apesar da posição da UE não ser construtiva, a Rússia vai continuar fazendo seu melhor para pôr em prática o plano de paz existente, e também para estabilizar a situação no sudeste todo da Ucrânia", disse Dmitry Peskov.

O ministro do Exterior da Rússia havia dito anteriormente que a UE havia se mostrado contrária ao processo de paz na Ucrânia ao impor novas sanções.

As últimas medidas devem colocar as principais produtoras de petróleo e operadoras de gasodutos e oleodutos da Rússia em uma lista de empresas que não poderão levantar capital ou emprestar em mercados europeus.

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIAUESANCOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.