Rússia diz que a Ucrânia tem de renovar o cessar-fogo e interromper operação militar

A Rússia pediu enfaticamente ao governo ucraniano nesta terça-feira que encerre as operações militares e retome o cessar-fogo no leste da Ucrânia, onde o governo está combatendo uma rebelião separatista pró-Rússia.

REUTERS

01 de julho de 2014 | 09h04

"Nós exigimos que as autoridades ucranianas se abstenham de bombardear vilarejos e cidades civis do próprio país e retomem um autêntico, e não um falso, cessar-fogo para salvaguardar as vidas do povo", disse o Ministério de Relações Exteriores em um comunicado.

O Exército da Ucrânia lançou ataques aéreos e ofensivas com artilharia contra os rebeldes nesta terça-feira, disse um porta-voz militar, depois que o presidente Petro Poroshenko disse que não iria renovar o cessar-fogo que expirou na manhã de segunda-feira.

(Reportagem de Katya Golubkova e Gabriela Baczynska)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAUCRANIACESSARFOGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.