Rússia diz que precisa ter paridade nuclear com EUA

A Rússia precisa atingir igualdade dearmas nucleares com os Estados Unidos, disse o primeirovice-premiê, Sergei Ivanov, segundo notícia desta sexta-feirada agência de notícias Itar-Tass. "O potencial militar, para não dizer potencial nuclear,precisa estar em um nível adequado se nós quisermos... apenascontinuar independentes", disse Ivanov, segundo a Tass. "Osfracos não são amados e não são ouvidos, eles são insultados, equando nós tivermos paridade eles irão conversar conosco deforma diferente." O presidente Vladimir Putin tem dado declarações durassobre a necessidade de reafirmar o papel da Rússia como umasuperpotência no cenário internacional e fortalecer suasdefesas.Ivanov estava falando a veteranos e membros da comissãoindustrial militar da Rússia, que ele lidera e que estácomemorando o aniversário de 50 anos. Ele disse que todo ano a Rússia irá agora colocar emoperação seis ou sete de seu novo "Topol-M", míssil nuclearintercontinental. Os mísseis --o primeiro desenvolvido pela Rússia após aqueda de União Soviética em 1991-- pode carregar seis ogivasnucleares e são lançados de veículos móveis. (Reportagem de Dmitry Solovyov)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.