Rússia diz que seus bombardeiros não voam com armas nucleares

Os bombardeiros russos que retomaramneste mês sua prática da era soviética de realizar patrulhasperto do espaço aéreo da Organização do Tratado do AtlânticoNorte (Otan) não estão armados com armas atômicas, disse nasegunda-feira um comandante da Força Aérea. "Nesta situação, estes vôos se levam a cabo sem armasnucleares a bordo", disse a jornalistas o comandante da aviaçãorussa de longa distância, Pavel Androsov. O presidente Vladimir Putin anunciou em 17 de agosto que asameaças à segurança haviam obrigado a Rússia a relançar aspatrulhas regulares de bombardeiros da era soviética além dassuas fronteiras. Os vôos russos perto do espaço aéreo da Otan se tornarammais freqüentes neste ano, à medida que Putin tenta projetar apotência militar russa no exterior, depois do caos queacompanhou a queda da União Soviética. Androsov disse que a reação ao anúncio de Putin havia sidoartificialmente exagerada. "Estávamos voando, voamos econtinuaremos voando", disse ele a jornalistas no Ministério daDefesa. (Por Guy Falconbridge)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.