Rússia diz que Ucrânia e Ocidente são responsáveis por mortes em Odessa

O porta-voz do presidente russo, Vladimir Putin, disse neste sábado que as autoridades ucranianas e seus aliados no Ocidente são diretamente responsáveis pela violência na cidade ucraniana de Odessa, informaram agências de notícias russas.

Reuters

03 Maio 2014 | 10h30

"Kiev e seus patrocinadores do Ocidente estão na prática provocando a violência e carregam responsabilidade direta por ela", afirmou o porta-voz Dmitry Peskov, de acordo com a agência RIA Novosti.

Dezenas de pessoas morreram na sexta-feira em um incêndio ou foram atingidas por tiros durante conflitos entre grupos pró e contra a Rússia nas ruas da cidade portuária do Mar Negro. No leste do país, forças ucranianas lançaram uma operação, classificada pelos russos como "punitiva", para expulsar separatistas da cidade de Slaviansk.

Questionado sobre como a Rússia responderia aos atos, Peskov afirmou que ainda não poderia dar essas respostas.

"Não posso responder a essa pergunta, é um elemento absolutamente novo para nós", afirmou ele, segundo a agência Interfax.

Peskov disse que a violência torna o plano de Kiev de realizar eleições presidenciais no dia 25 de maio um "absurdo".

"É óbvio que, em condições de ação militar, uma ação punitiva e muitas mortes, é no mínimo um absurdo discutir eleições", afirmou o porta-voz.

(Reportagem de Nigel Stephenson)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA UCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.