Rússia diz ter matado ao menos 20 militantes no Norte do Cáucaso

A Rússia afirmou nesta sexta-feira que suas forças mataram ao menos 20 insurgentes num violento confronto nos últimos dois dias na região islâmica da Inguchétia.

REUTERS

12 de fevereiro de 2010 | 20h12

"Segundo nossas últimas cifras, cerca de 20 insurgentes foram mortos, mas o número pode ser maior", disse à Reuters um policial em Nazran, maior cidade inguche.

A violência está crescendo nas regiões do sul da Rússia --inclusive a Chechênia, cenário de duas guerras separatistas na década de 1990, e também nas republicas do Daguestão e da Inguchétia-- que formam o Norte do Cáucaso.

A militância islâmica se confunde parcialmente com a atividade de criminosos e com disputas entre clãs e etnias.

Um policial inguche estacionado próximo ao local dos confrontos desta sexta-feira disse que as forças russas dispararam contra posições rebeldes a partir de helicópteros durante a batalha.

Ele acrescentou que o total de mortos inclui dez na quinta-feira, resultado de uma operação em uma área montanhosa próxima à fronteira com a Chechênia.

(Reportagem de Amie Ferris-Rotman)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIACAUCASOMATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.