Rússia e EUA concordam em usar influência para encerrar hostilidades na Ucrânia

O chanceler russo, Sergei Lavrov, e o secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, concordaram no sábado que ambos os países usem sua influência sobre os dois lados do conflito ucraniano para encerrar as hostilidades, disse o Ministério das Relações Exteriores da Rússia em um comunicado.

REUTERS

19 Julho 2014 | 12h53

Os dois países também concordaram que todas as evidências sobre a queda do avião malaio, incluindo as caixas-pretas, devem ficar disponíveis para a investigação internacional e os especialistas devem ter acesso ao local da queda para trabalharem.

"Foi ressaltado que o conflito na Ucrânia não tem solução militar e pode ser resolvido pacificamente apenas pela elaboração de um consenso nacional", disse o ministério sobre o telefonema entre Kerry e Lavrov.

(Reportagem de Maria Kiselyova)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIA EUA UCRANIA INFLUENCIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.