Rússia e EUA concordam que confronto perto de local da queda de avião na Ucrânia deve parar

Os chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, e o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, concordaram em uma conversa telefônica que o confronto perto do local onde um avião de passageiros malaio caiu, no leste da Ucrânia, deve ser interrompido, disse o Ministério das Relações Exteriores russo nesta terça-feira.

REUTERS

29 de julho de 2014 | 12h51

Lavrov e Kerry "concordaram com a necessidade da observância meticulosa à resolução do Conselho de Segurança da ONU... demandando o caráter independente e internacional da... investigação e a interrupção dos combates na área em que os destroços estão localizados", disse o ministério em comunicado.

O Ocidente diz que o voo MH17 foi quase certamente abatido por separatistas pró-Rússia usando um míssil terra-ar fornecido pela Rússia. A Rússia nega ter fornecido tal míssil.

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAEUAUCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.