Rússia e EUA não assinarão novo tratado Start, diz agência

Negociadores não superarão diferenças até 5 de dezembro, prazo máximo estipulado pelos presidentes

Reuters,

27 Novembro 2009 | 13h22

A Rússia e os EUA não deverão assinar um novo tratado START (Tratado de Redução de Armas Estratégicas) para coibir a proliferação de armas nucleares em 5 de dezembro, quando o acordo antigo expira, informou a agência russa Interfax nesta sexta-feira, 27, sem identificar a fonte.

 

Veja também:

especialEspecial: As armas e ambições das potências

 

A informação é o primeiro sinal de que os negociadores não superarão as diferenças entre Moscou e Washington sobre os detalhes do novo pacto até o prazo estabelecido pelos presidentes em julho.

 

Ambos os lados alegam que seus esforços para reduzir seus arsenais nucleares são um grande passo para restabelecerem relações ao mais alto nível diplomático, o que não ocorre desde a Guerra Fria.

 

"Em 5 de novembro, quando o START expira, americanos e russos, provavelmente, não assinarão um novo acordo em Genebra; As negociações continuarão após essa data", disse a fonte à Interfax.

 

Os países negociam em Genebra para acabar com as diferenças para substituir o tratado, que deveria restringir o número de ogivas de cada um para um número máximo entre 1.500 e 1.675 e das plataformas de lançamento para entre 500 e 1.100.

Mais conteúdo sobre:
Rússia EUA Start tratado nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.