Rússia instala sistema antimísseis na Abkházia; Géorgia desaprova

Dispositivos de defesa também foram colocados na Ossétia do Sul

Reuters

11 de agosto de 2010 | 09h54

 

MOSCOU - A Rússia instalou um sistema de defesa antimísseis S-300 na região da Abkházia para proteger as autoridades separatistas de eventuais ações do governo da Geórgia, anunciou nesta quarta-feira, 11, o general Alexander Zelin, comandante da Força Aérea russa.

 

Segundo o general, outros tipos de defesa aérea foram instalados em outra área que tenta se separar da Geórgia, a Ossétia do Sul. Suas declarações foram transmitidas pelas agências de notícias estatais na Rússia.

 

"A tarefa desses sistemas de defesa aérea não é apenas cobrir os territórios da Abkházia e da Ossétia do Sul, mas é também agir contra violações de fronteiras aéreas destruindo qualquer veículo que invada o espaço aéreo desses locais, seja qual for sua missão", disse Zelin.

 

Resposta

 

O governo da Geórgia desaprovou a decisão e acusa Moscou de "fortalecer sua imagem e seu papel como um país invasor". "Isso mostra que a Rússia não apenas pretende retirar suas tropas da Abkházia e da Ossétia do Sul, mas também que está ampliando seu controle militar sobre essas regiões", disse Eka Tkeshelashvili, secretário do Conselho de Segurança Nacional da Geórgia.

 

As duas regiões rebeldes não estão mais sob controle da Geórgia desde o começo dos anos 90. Em 2008, a Rússia promoveu uma resposta esmagadora contra a ofensiva georgiana na Ossétia do Sul. Desde então, Moscou reconhece os dois territórios como Estados independentes, fortaleceu seu controle sobre eles e firmou acordos para a construção de bases militares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.