Rússia pode usar armas nucleares de modo preventivo, diz general

O chefe das forças armadas da Rússiadisse que Moscou pode usar armas nucleares de modo preventivocaso esteja sobre séria ameaça. Embora os comentários nãosignifiquem uma mudança na política de defesa, ressaltam umaconfiança militar renovada. A agência de notícias Interfax citou o chefe de Estado YuriBaluyevski dizendo também que a Rússia, reconstruindo suasdefesas sob o governo do presidente Vladimir Putin após odeclínio nos primeiros anos pós-soviéticos, deve se protegercontra a "militarização excessiva" da sociedade. Ele disse que a Rússia não vai atacar ninguém. "Mas acreditamos que todos os nossos parceiros nacomunidade internacional entenderão claramente e não terãodúvidas de que, para proteger a própria soberania e integridadeterritorial, bem como a de seus aliados, a Rússia usará suasforças armadas, incluindo armas nucleares, e pode fazer isso demodo preventivo", disse ele em uma conferência científica. Na era soviética, a doutrina militar declarava que Moscounão seria a primeira a usar armas militares em qualquerconflito com o ocidente. Com o declínio das forçasconvencionais nos anos 1990, Moscou eliminou esse elemento desua política. Putin, que colocou em vigor uma nova doutrina em 2000 comopresidente em exercício, deve deixar o cargo após a eleição demarço, que provavelmente será vencida por seu candidato àsucessão, o primeiro-ministro Dmitry Medvedev.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.