Rússia prende suspeitos de sequestrar navio

Entre detidos há russos, letões e estonianos; navio foi encontrado na costa da África

BBC Brasil, BBC

18 de agosto de 2009 | 06h18

O Ministério da Defesa russo anunciou a prisão de oito suspeitos de ter sequestrado o navio de carga russo Arctic Sea, que desapareceu do radar no fim de julho, no Canal da Mancha, e reapareceu no domingo, na Costa do sul da África. Segundo o ministro Anatoly Serdyukov, entre os suspeitos estão dois russos, quatro estonianos e dois letões.

 

Os donos do navio afirmaram que a embarcação foi atacada em águas suecas, no dia 24 de julho. Segundo a agência de notícias russa Interfax, Serdyukov disse que os sequestradores abordaram o Arctic Sea em uma pequena embarcação, dizendo que precisavam consertar o navio. Uma vez a bordo, eles ameaçaram a tripulação com armas de fogo e os obrigaram a seguir em direção ao sul, disse o ministro.

 

Serdyukov afirmou que há uma investigação em andamento a bordo do navio de guerra russo Ladny, onde está a tripulação do Arctic Sea e os acusados de sequestro estão sendo interrogados.

 

O Arctic Sea levava uma carga de madeira avaliada em cerca de US$ 1,8 milhão. Ele havia zarpado da Finlândia e deveria chegar ao porto de Bejaia, na Argélia, no dia 4 de agosto. O último contato com o navio antes do desaparecimento foi em Dover, à medida que o Arctic Sea passava pelo Canal da Mancha. O navio foi finalmente encontrado na noite de domingo a 480 quilômetros de Cabo Verde, no Oceano Atlântico.

 

BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
Rússiapirataria

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.