Rússia questiona legitimidade dos bombardeios contra Estado Islâmico na Síria

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia questionou a legitimidade de alguns ataques aéreos dos Estados Unidos contra o grupo Estado Islâmico pelo fato de não haver a aprovação da Síria, onde alguns dos bombardeios estão sendo realizados, e da Organização das Nações Unidas.

REUTERS

24 de setembro de 2014 | 12h39

"Não há dúvida sobre a legitimidade dos ataques, já que tais ações só podem ser realizadas com a aprovação das Nações Unidas e da permissão inequívoca das autoridades do país onde elas estão acontecendo, que, neste caso, é o governo em Damasco", disse o Ministério das Relações Exteriores em um comunicado.

(Reportagem de Thomas Grove)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIAEUABOMBARDEIOSSIRIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.