Russos fazem marcha contra conflito na Ucrânia

Russos fazem marcha contra conflito na Ucrânia

Milhares ocupam as ruas de Moscou para pedir fim de ataques

Associated Press

21 de setembro de 2014 | 15h05

Moscou - Milhares de pessoas marcharam no centro de Moscou neste domingo em uma manifestação contra o conflito na Ucrânia e a suposta cumplicidade da Rússia. Um repórter da Associated Press estimou que o protesto contou com 20 mil pessoas, embora o departamento de polícia da cidade tenha estimado o número em cerca de cinco mil.

O governo de Kiev e países ocidentais acusam Moscou de fornecer equipamentos e tropas aos rebeldes pró-Rússia do leste ucraniano, mas o governo de Vladimir Putin nega as acusações.

O conflito, que já se estende por meses, aumentou o sentimento nacionalista entre os russos. Muitos veem o leste da Ucrânia como território de direito da Rússia, e os canais estatais de televisão têm se posicionado fortemente contra as autoridades ucranianas. Houve ao menos um tumulto envolvendo os manifestantes no centro de Moscou e os nacionalistas, que carregavam um banner denunciando a "marcha dos traidores".

Em Kiev, um oficial das forças de segurança afirmou que os ataques promovidos por rebeldes continuam, apesar de um cessar-fogo combinado entre os dois lados há mais de duas semanas. O coronel Andriy Lysenko, que também é porta-voz do conselho de segurança nacional da Ucrânia, disse que dois oficiais e cerca de 40 rebeldes morreram em confrontos ao longo do último dia.

Mais conteúdo sobre:
UcrâniaRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.