Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Sarkozy admite que errou ao insultar homem em Salão agrícola

Francês não deu a mão ao presidente dizendo não querer se sujar e foi chamado de 'pobre imbecil'

Efe,

26 de fevereiro de 2008 | 06h18

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, reconheceu que não deveria ter insultado o homem com o qual discutiu no último sábado, durante sua visita ao Salão da Agricultura. O líder francês o chamou de "pobre imbecil". Em entrevista publicada nesta terça-feira, 26, pelo jornal Le Parisien, Sarkozy assinala que, embora seja presidente, "às vezes é difícil não responder a um insulto". Na ocasião, o homem se negou a lhe dar a mão, com o argumento de que "não queria se sujar". "Não me toque, você me suja", disse o homem ao presidente francês. "Só porque você se torna presidente não significa que se transforme em alguém em quem se pode limpar os pés", afirmou o chefe do Estado, antes de acrescentar que "teria sido melhor não responder ao homem". O incidente, registrado por uma câmara de vídeo, causou grande polêmica nos últimos dias na França, e levou muitos analistas políticos a afirmarem que a reação de Sarkozy não corresponde à dignidade de um presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaNicolas Sarkozy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.