Sarkozy confirma plano nuclear com Emirados Árabes, diz jornal

O presidente da França, Nicolas Sarkozy,confirmou neste domingo planos para assinar um acordo decooperação nuclear com os Emirados Árabes Unidos, em meio anotícias de que empresas francesas poderiam construir até doisreatores nucleares na região. Antes de iniciar uma visita de três dias a países do Golfo,Sarkozy disse em entrevista ao jornal do mundo árabe Al-Hayat:"Minha visita aos Emirados Árabes Unidos será... a ocasião paraassinar um acordo sobre uso pacífico de energia nuclear." "Tenho dito frequentemente que o mundo muçulmano não temmenos direitos do que o restante do mundo de usar a energianuclear civil para prover suas necessidades de energia, emtotal conformidade com as obrigações que derivam da leiinternacional", Sarkozy acrescentou. As empresas francesas Areva, Total e Suez poderiamconstruir duas usinas nucleares de terceira geração nosEmirados Árabes Unidos, disse a TV Al-Jazira neste domingo. A edição do fim de semana do jornal francês Le Figaroafirmou que uma usina poderia ser construída com base noacordo, embora um contrato formal esteja de algum mododistante. A Areva, que desenvolveu o chamado reator EPR, não estavadisponível imediatamente para comentar a notícia. Sarkozy é esperado na terça-feira nos Emirados, depois deparadas na Arábia Saudita e Catar. O executivo-chefe dafabricante de reatores Areva, Anne Lauvergeon, e oexecutivo-chefe da Total, Christope de Margerie, acompanharãoSarkozy em sua viagem. A França já assinou acordos para energia nuclear de usocivil com Líbia e Argélia, países árabes produtores depetróleo. Fontes próximas à situação disseram à Reuters em Paris nasexta-feira que as autoridades dos Emirados preferiam venderseu petróleo, que está sendo negociado a 100 dólares o barril,em vez de usá-lo para produzir eletricidade e que estãomantendo conversações com a Areva. (Reportagem adicional de Emmanuel Jarry e Nick Antonovics,em Paris)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.