Sarkozy destaca o 'ardente patriotismo' de Kaczynski

Sarkozy destaca o 'ardente patriotismo' de Kaczynski

Presidente francês lamentou a morte trágica de Lech Kaczynski

EFE

10 de abril de 2010 | 09h34

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, lamentou neste sábado, 10, a morte do presidente polonês, Lech Kaczynski, de quem destacou o "ardente patriotismo" e toda sua trajetória dedicada "à causa da Polônia".

 

O chefe de Estado francês expressou sua "profunda tristeza" pelo falecimento de Kaczynski e transmitiu suas mais sinceras condolências à família do presidente polonês e a de todas as demais pessoas que perderam a vida no acidente.

 

Toda Polônia está de luto por esta tragédia, segundo o comunicado divulgado pelo Palácio do Eliseu, no qual Sarkozy lembra o sentimento de amizade que existe entre a França e a Polônia, assim como entre os povos dos dois países.

 

Destaca o fato de que seu colega polonês "consagrou sua vida a seu país" impulsionado por "um patriotismo ardente".

 

"Sua eleição à Presidência da República em 2005 coroou uma carreira inteira dedicada à causa da Polônia. Com seu desaparecimento, a França perde um amigo", um "defensor incansável das ideias nas quais acredita" que sempre lutou por democracia, liberdade e contra o totalitarismo, acrescenta.

 

A morte do presidente polonês, de 60 anos, foi confirmada por fontes russas pouco depois do acidente, que ocorreu quando a aeronave em que viajava caiu perto de um aeroporto russo.

 

Kaczynski e o restante da comitiva participariam das celebrações em memória dos soldados poloneses assassinados pelos serviços secretos soviéticos, em Katyn, há 70 anos.

Tudo o que sabemos sobre:
Lech KaczynskiPolôniaNicolas Sarkozy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.