Sarkozy diz que namoro é sério, mas não anuncia casamento

Presidente não confirma boatos de que se casará em fevereiro, como foi anunciado pela imprensa francesa

Reuters e Associated Press ,

08 de janeiro de 2008 | 09h10

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, afirmou nesta terça-feira que seu relacionamento com a cantora e ex-modelo italiana Carla Bruni é sério, mas evitou dar uma data de casamento. Sarkozy, 52, foi questionado por jornalistas, durante uma entrevista coletiva, sobre o namoro com Bruni, após o Journal du Dimanche (JDD) ter dito no domingo, 6, que o casamento do presidente estaria marcado para o dia 9 de fevereiro. "O relacionamento é sério, mas não é o JDD que vai marcar a data", observou Sarkozy, acrescentando que "há grandes chances de vocês ficarem sabendo da cerimônia depois que ela já tiver acontecido". O relacionamento de Sarkozy com a modelo italiana Carla Bruni, 40, - com quem é visto desde o fim de novembro, após ter se separado de sua segunda esposa, Cécilia, em outubro - instigou a imprensa francesa desde que o casal foi fotografado junto durante uma visita à Disneylândia de Paris, no mês passado. A especulação sobre o casamento foi alimentada pela notícia do fim de semana no JDD, cujo proprietário é um empresário próximo ao presidente.

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCASARKOZYBRUNI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.