Sarkozy e Bush terão incontro informal neste final de semana

Local escolhido é a casa de praia do Bush pai no estado de Maine, a cerca de 80 km de onde o francês está

Agência Estado e Associated Press,

08 de agosto de 2007 | 18h51

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, e seu colega francês, Nicolas Sarkozy, vão se encontrar este fim de semana na casa de praia dos pais de Bush no estado de Maine, informou nesta quarta-feira, 8, a Casa Branca.   Sarkozy está em férias numa mansão no Lake Winnipesaukee, em New Hampshire, cerca de 80 km de Kennebunkport, Maine, onde o ex-presidente George H.W. Bush e sua mulher, Barbara, pais do atual presidente, têm a propriedade chamada Walker's Point.   Bush chega amanhã a Kennebunkport, onde participa no fim de semana de um casamento. O casal Bush receberá Sarkozy e sua mulher, Cecilia, para um almoço privado no sábado, disse o porta-voz presidencial Tony Snow. Laura Bush fez o convite ao casal Sarkozy durante encontros de líderes mundiais na Alemanha em junho, acrescentou.   "Os EUA e a França compartilham a mais profunda amizade", destacou Snow. "Eles têm trabalhado juntos desde a fundação de nossa nação para proteger a liberdade em todo o mundo".   Os Sarkozys estão hospedados numa mansão no Lake Winnipesaukee de propriedade do ex-executivo da Microsoft Michael Appe. Sarkozy diz que a mansão foi alugada por amigos, que o convidaram. O aluguel da propriedade é estimado em US$ 30.000 por semana. A falta de clareza sobre quem estaria pagando a conta tem provocado críticas entre políticos na França.   Snow adiantou que o encontro dos presidentes será informal. "Não trata-se de uma reunião de cúpula. A agenda é 'Passe por aqui e nos visite'", brincou.   A administração Bush viu com bons olhos a eleição de Sarkozy, acreditando que haveria uma melhoria nas relações entre os EUA e a França depois de anos de atritos provocados principalmente pelas críticas do ex-presidente Jacques Chirac à guerra no Iraque. Sarkozy expressou seu apreço pelos Estados Unidos durante a campanha eleitoral e prometeu reparar os laços com Washington.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.