Sarkozy e Carla Bruni visitam pirâmides do Egito

Mãe do presidente francês já disse à imprensa européia que não gostaria de ver o filho casado novamente

ANNA WILLARD, REUTERS

30 de dezembro de 2007 | 11h50

A cantora e ex-modelo Carla Bruni está vivendo uma verdadeira história de amor com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, a mãe dela afirmou a um jornal no domingo. Sarkozy levou a glamourosa Bruni para o Egito, neste domingo. No início de dezembro, o francês levou a namorada à Disneylândia - fotos do casal foram publicadas pela mídia francesa e estrangeira.         Imagens da viagem de pelo Egito  A imprensa francesa especula se Sarkozy está desfilando sua nova namorada como uma distração para uma série de manchetes negativas. Políticos da oposição o acusam de atravessar os limites entre a vida pública e privada. Mas a mãe de Carla, Marisa Borini, disse ser um verdadeiro caso de amor. "A Carla está vivendo uma verdadeira história de amor. E eu acho que eles completam um ao outro muito bem", ela disse ao Le Parisien. Bruni, 39, e Sarkozy, 50, se conheceram em uma festa em novembro, semanas após o presidente se divorciar da primeira esposa, Cecília, que atribui o fim de seu casamento ao seu desgosto pela vida sob os holofotes. A mãe de Bruni disse que se sua filha - que já foi associada ao cantor Mick Jagger, ao músico Eric Clapton e ao empresário Donald Trump - se tornar a primeira-dama francesa, vai precisar de tempo para escrever música. "Carla é uma musicista, poeta. Seu impulso artístico é muito forte. Você não pode abrir mão disso", ela disse. "Se a Carla se tornar a primeira-dama da França, ela vai ter que ter tempo e espaço para si mesma para poder escrever." Mas de acordo com Borini, Sarkozy vê além das qualidades de modelo e aprecia o lado artístico de Bruni. "Eu acho que o presidente não vê apenas sua beleza, mas ele também respeita seu lado artístico. Nós conversamos sobre isso. Ele concorda", ela disse. Se Bruni se tornar a primeira-dama francesa, será uma decepção para a mãe de Sarkozy. Ela afirmou a uma revista neste mês que não gostaria de ver o filho casar-se novamente. A vida privada dos políticos franceses tem tradicionalmente ficado de fora da mídia, mas a vida pessoal de Sarkozy está cada vez mais se tornando parte de sua presidência, para o desgosto de políticos da oposição.

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCASARKOZYAMOR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.