Sarkozy nomeia Fillon como primeiro-ministro outra vez

Presidente francês havia anunciado demissão de premiê na noite de sábado

REUTERS

14 de novembro de 2010 | 09h33

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, voltou a nomear neste domingo, 14, seu aliado François Fillon como primeiro-ministro, numa tentativa de marcar sua posição 18 meses antes das próximas eleições parlamentares.

"O presidente pediu a seu primeiro-ministro que forme um novo governo", disse um comunicado emitido pelo gabinete de Sarkozy. Fillon apresentou sua renúncia ao governo no sábado à noite, antes de uma esperada troca ministerial.

Num comunicado separado, Fillon disse que planejava entrar numa nova fase de governo com determinação, concentrando-se nas reformas aplicadas desde que assumiu o cargo por primeira vez no começo do mandato de Sarkozy em 2007.

"Depois de três anos e meio de valentes reformas, levadas a cabo apesar de uma severa crise financeira e econômica mundial, estou começando (...) uma nova fase com determinação que permitirá a nosso país fortalecer o crescimento da economia para criar empregos, promover a solidariedade e garantir a segurança de todo o povo francês", disse.

Esperava-se que Sarkozy nomeasse Fillon novamente e assim evitasse surpresas nas trocas em seu gabinete.

Fillon tem dedicado sua vida à política e obteve vários cargos no governo, incluindo postos nos ministérios do Trabalho, Assuntos Sociais, Educação e Telecomunicações.

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCASARKOZYPREMIE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.