Sarkozy sofre derrotas em eleições municipais na França

O presidente Francês, Nicolas Sarkozy, dopartido de centro-direita União por um Movimento Popular (UMP),enfrenta grandes derrotas após a primeira fase das eleiçõesfrancesas municipais, no domingo. A votação, em menos de um ano de sua chegada ao poder, podeprejudicar sua posição política. Uma projeção inicial mostrou que os socialistas da oposiçãoe outros partidos de esquerda lideravam com 47,5 por cento dototal da votação, com o UMP e outros partidos de direita comapenas 40 por cento. "Esses naturalmente não são resultados bons", disse PatrickDevedjian, secretário-geral do UMP. Os socialistas devem manter o controle de duas importantescidades francesas, Paris e Lion, cujo controle tomaram dadireita na última eleição municipal em 2001. A esquerda tambémespera vencer na terceira cidade francesa, Marseille, assimcomo em redutos da direita como Strasbourg e Toulouse. Os resultados finais serão revelados após o segundo turnodas eleições em 16 de maio. Sarkozy, eleito em maio do ano passado sob a promessa dereformar a economia francesa e modernizar as instituições, vêsua popularidade despencar com o aumento do custo de vida e odesencanto com sua vida pessoal de ostentação. As últimas pesquisas mostram sua taxa de aprovação em 37por cento contra os 65 por cento logo após sua vitória naseleições de maio. A maioria dos eleitores disse que pretendia escolherprefeitos e vereadores com base em considerações locais, mas ovoto também é visto como um plebiscito sobre Sarkozy. Opresidente afirma que irá persistir com sua reformaindependentemente do resultado das eleições municipais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.