Segundo francês é identificado em vídeo de decapitação do Estado Islâmico, diz promotor

Autoridades francesas identificaram um segundo militante francês em um vídeo de decapitação divulgado pelo Estado Islâmico no final de semana, informou um promotor federal nesta quarta-feira.

REUTERS

19 de novembro de 2014 | 17h28

Na segunda-feira, as autoridades disseram que um dos homens vistos escoltando prisioneiros para o local de sua execução era Maxime Hauchard, um muçulmano francês que partiu para a Síria em 2013.

Em um comunicado, o promotor disse que um segundo francês, Mickael Dos Santos, de 22 anos, proveniente de uma cidade a leste de Paris e que se converteu ao islamismo e foi para a Síria em agosto de 2013, foi identificado.

“Além de Maxime Hauchard, foram coletados indícios precisos e consistentes durante uma investigação que nos permitem identificar a presença de um segundo francês: Mickael Dos Santos”, informou o escritório do promotor em uma nota.

Milhares de voluntários ocidentais têm se unido ao Estado Islâmico, que conquistou grandes porções da Síria e do Iraque. Mais de 1.130 cidadãos franceses estão envolvidos em células jihadistas ligadas aos dois países, dos quais 376 estão na região.

O segundo francês era conhecido dos serviços de inteligência, mas não tinha ficha criminal, disse o escritório do promotor.

(Reportagem de John Irish, Chine Labbe e Nicholas Vinocur)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAIDENTIFICAEI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.