Separatistas bascos do Batasuna dizem que estão encerrando atividade

O Batasuna, visto pela Espanha como a ala política dos rebeldes do ETA, disse que estava encerrando as atividades nesta quinta-feira, dois meses depois que um partido legal que pede a independência para o País Basco terminou em segundo nas eleições regionais.

Reuters

03 de janeiro de 2013 | 18h17

O Batasuna, que fez o anúncio em entrevista coletiva em Bayonne, na França, onde é legalizado, disse que queria abrir o caminho para os separatistas bascos operando dentro do sistema político. O partido foi banido pela Espanha em 2003 por ligações com o ETA, o que ele negou.

"Temos que reconhecer que a fase política durante a qual criamos o Batasuna agora chegou ao fim. Com essa fase política agora terminada, parece que o tempo do Batasuna acabou", disse a repórteres o membro do partido Jean-Claude Aguerre.

Em 2011, o ETA anunciou um fim a quatro décadas de luta violenta pela independência que deixou mais de 800 mortos. O voto separatista basco migrou para o partido pró-independência Bildu, que obteve 21 das 75 cadeiras no Parlamento basco na eleição de outubro.

(Reportagem de Claude Canellas)

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHABATASUNAPARA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.