Separatistas pró-Rússia atacam prédio ministerial no leste da Ucrânia

Soldados da Guarda Nacional da Ucrânia dispararam tiros para o alto quando uma multidão de separatistas pró-Rússia atacou sua base perto da cidade oriental de Mariupol nesta quarta-feira, afirmou o Ministério do Interior em comunicado.

Reuters

16 de abril de 2014 | 19h55

Manifestantes armados chegaram à base e exigiram que as tropas da Guarda Nacional apoiassem a causa separatista contra o novo governo pró-ocidental do país, disse o comunicado.

Quando a multidão se recusou a dispersar e tentou entrar na base, as tropas da Guarda Nacional atiraram para o ar, de acordo com o documento, que não acrescentou se houve feridos.

Separatistas simpatizantes da Rússia tomaram edifícios em pelo menos 10 cidades no leste da Ucrânia, o que, para o governo ucraniano, são ataques orquestrados por agentes russos.

A administração municipal de Mariupol já está sob o controle de separatistas.

A Rússia diz que os ataques são protestos espontâneos das pessoas que falam russo no leste da Ucrânia e que estão descontentes com o novo governo, que é mais popular na parte ocidental do país que fala principalmente ucraniano.

(Reportagem de Conor Humphries)

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIASEPARATISTASBASE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.