Silvio Berlusconi leva soco no rosto após discurso em Milão

Homem atacou enquanto primeiro-ministro italiano dava autógrafos, segundo emissora de TV local

Associated Press, Reuters e EFE,

13 de dezembro de 2009 | 16h21

  

 

MILÃO - A imprensa italiana noticiou há pouco que um homem deu um soco no rosto do primeiro-ministro Silvio Berlusconi, de 73 anos, logo após um comício em Milão neste domingo, 13. O premiê da Itália foi prontamente retirado de carro do local, depois cair no chão, e levado para um hospital. Segundo a TV estatal, Berlusconi foi atacado enquanto dava autógrafos em pé perto do seu carro.

 

Veja também:

linkAgressor é interrogado; premiê ficará em observação

 

No vídeo da TV Berlusconi aparece com sangue nos lábios enquanto era levantado por seus assessores. Um porta-voz do premiê disse que não tem informações imediatas sobre o incidente, que aconteceu logo após o primeiro-ministro fazer um longo e inflamado discurso a seus partidários conservadores nesta noite. Berlusconi enfrentou verbalmente um grupo de opositores que gritavam "renúncia" e "palhaço", durante seu discurso. 

 

Testemunhas disseram que o homem atingiu o primeiro-ministro com um objeto metálico na mão, primeira versão dada pela polícia. Mais tarde, no entanto, os policiais italianos afirmaram que o agressor pode ter arremessado o objeto de trás de uma das grades de isolamento. O noticiário local informa que um homem com idade entre 30 e 40 anos foi preso em seguida, suspeito do ataque, e levado para a sede da polícia na cidade.

 

À Agência Ansa, um líder de extrema-direita e aliado de Berlusconi disse que foi o ataque foi um crime. "O que eles fizeram para Berlusconi é um ato de terrorismo", falou Umberto Bossi, líder da Liga do Norte próximo ao premiê italiano.

 

 

Atualizado às 16h56 para acréscimo de informações.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Silvio BerlusconiItália

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.