Sindicatos convocam nova jornada de protestos na França para 23/11

Organizações devem decidir teor dos protestos, que podem ser greves, comícios ou manifestações

Efe e Reuters,

08 de novembro de 2010 | 20h53

PARIS- Os sindicatos franceses convocaram nesta segunda-feira, 8, uma nova jornada de protestos contra a reforma da previdência para o próximo dia 23.

 

Veja também:

mais imagens Galeria de fotos: Protestos na França

lista Entenda: Reforma na previdência motiva greve

documento Gilles Lapouge: A revolta dos jovens

especialEspecial: Veja o histórico de manifestações na França

 

A nova lei já aprovada pelo Congresso aumenta a idade mínima de aposentadoria de 60 para 62 anos e também também a idade mínima para o recebimento da aposentadoria integral de 65 para 67 anos.

 

A convocação foi estipulada pelos sindicatos CGT, CFDT, FSU, UNSA, Solidaires e CFTC.

 

As organizações territoriais decidirão as modalidades e ações do protesto, que podem ir de greve a comício, ou manifestação.

 

A última jornada contra a reforma do sistema de previdência ocorreu no dia 6 de novembro, quando a proposta já havia sido aprovada pelo Senado, e registrou uma queda de participação em relação às convocações anteriores.

 

A reforma previdenciária, destinada a conter o déficit do setor, motivou os maiores protestos de toda a Europa contra as medidas de austeridade adotadas por vários governos nos últimos meses.

 

Greves em portos e refinarias deixaram o país quase sem combustível, e algumas manifestações descambaram para a violência. Segundo as pesquisas, dois terços dos franceses apoiam as ações dos sindicatos.

 

O presidente da central sindical GGT, Bernard Thibault, afirmou em entrevista a Reuters que os protestos serão mantidos até que o presidente Nicolas Sarkozy convide os sindicatos para discutir alterações na lei.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.