Site mostrará britânicos que contratarem imigrantes ilegais

Nomes de empresários serão expostos em site da Agência de Fronteiras do Reino Unido para constrangê-los

Efe,

19 de junho de 2008 | 17h10

Os nomes dos empresários que contratarem imigrantes ilegais serão publicados no site da Agência de Fronteiras do Reino Unido em uma tentativa de constrangê-los, anunciou nesta quinta-feira, 19, o governo britânico. A agência revelará, entre outros dados, o número de imigrantes empregados ilegalmente pelo empresário em questão e a multa a qual receberá se for condenado. Veja também:Espanha propõe endurecimento de lei de imigraçãoBrasil 'lamenta' endurecimento de legislação de imigração na UEParlamento europeu aprova expulsão de imigrantes ilegais Essa decisão do Ministério do Interior foi tomada quatro meses depois que as autoridades implementaram uma série de medidas para identificar e perseguir judicialmente as empresas que violam as leis. O número de pessoas em situação irregular no Reino Unido pode superar os 500 mil, e mais de 200 empresas já foram multadas por contratar imigrantes ilegais. Em maio, um total de 137 empresas tinham sido penalizadas de acordo com a nova legislação e condenadas a multas por um total de 500 mil libras (cerca de US$ 1 milhão). O número total de processamentos por esse motivo é dez vezes maior que em 2007 e foi o dobro do relativo à década passada. Os encarregados da luta contra a imigração ilegal estão mudando seu enfoque e, em vez de perseguir só as pequenas empresas, tentam descobrir as redes mafiosas que se dedicam a introduzir ilegalmente trabalhadores dos países em desenvolvimento. Alguns líderes sindicais expressaram preocupação no sentido de que a estratégia do governo poderia colocar ainda mais na clandestinidade alguns empresários, o que acabaria prejudicando os trabalhadores que se encontram nessa situação. Embora os cidadãos do conjunto de países da União Européia (UE) possam ser contratados legalmente, de fato muitos postos de trabalho em cozinhas, restaurantes ou serviços de limpeza são ocupados por latino-americanos, africanos ou asiáticos.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unidoimigração

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.