Sobe para 124 número de mortos incêndio na Rússia

Mais de cem feridos continuam hospitalizados, muitos em estado crítico, segundo as autoridades

Agência Estado e Associated Press,

09 de dezembro de 2009 | 12h12

As autoridades da Rússia informaram nesta quarta-feira, 9, que subiu para 124 o número de mortos no incêndio ocorrido na virada de sexta-feira para sábado em uma casa noturna de Perm, na região dos Montes Urais.

 

O incêndio começou durante uma exibição pirotécnica no interior da casa noturna. As chamas espalharam-se rapidamente. O fato de o local possuir apenas uma saída aparentemente contribuiu para o alto número de vítimas, segundo investigadores.

 

Quatro pessoas estão detidas sob suspeita de negligência, entre elas o proprietário do imóvel e um fornecedor de fogos artifício. Um quinto suspeito, o homem que alugava a casa noturna, morreu nesta quarta em um hospital de Moscou, dizia um comunicado divulgado por uma comissão investigadora federal russa.

 

De acordo com a nota, mais de cem pessoas continuam hospitalizadas, muitas delas ainda em condições críticas de saúde. Ainda segundo o comunicado, 48 crianças ficaram órfãs de um dos pais na tragédia e 15 perderam pai e mãe.

 

Também nesta quarta-feira, o governo regional de Perm apresentou sua renúncia por causa do incêndio.

Tudo o que sabemos sobre:
incêndioRússia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.