Surtos de gripe aviária na Alemanha, Holanda e Grã-Bretanha podem estar relacionados, diz OIE

Os surtos de gripe aviária registrados na Alemanha, Holanda e Grã-Bretanha podem estar relacionados, já que o vírus é na maioria das vezes transmitido por meio de pássaros selvagens, disse o chefe da Organização Mundial da Saúde dos Animais (OIE) à Reuters nesta segunda-feira.

REUTERS

17 de novembro de 2014 | 08h28

"Algumas aves migratórias podem viajar milhares de quilômetros", disse Bernard Vallat. "(O vírus) pode aparecer em qualquer lugar a qualquer momento."

No entanto, Vallat fez questão de ressaltar que, embora a cepa H5N8 encontrada na Alemanha neste mês e na Holanda no fim de semana possa causar danos graves às criações de aves, o vírus nunca foi detectado em humanos.

A cepa H5N8 atingiu a Ásia gravemente, mas nunca havia sido registrada na Europa antes de ser detectada em uma criação de perus na Alemanha.

Não ficou claro se o surto em uma fazenda de criação de patos no norte da Inglaterra está relacionado com a cepa H5N8, mas o gabinete do diretor do serviço veterinário britânico disse não se tratar da cepa letal H5N1, que pode ser transmitida a humanos e causou a morte de centenas de pessoas.

(Reportagem de Sybille de La Hamaide)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.